13 de fev de 2010

Como não se estressar no Carnaval do Rio

Carnaval, pra mim, sempre foi sinonimo de feriadão, descanso, viagem... e de uns tempos pra cá, esse assunto virou coisa seria.
Como meu trabalho e extremamente estressante e, nesse período, todo o mundo que trabalha no mesmo setor que eu entra de ferias, minha permanencia lá se torna insuportavel: acumulo de atividades, calor, tolerancia zero...
É, isso é um desabafo: trabalhar com publico é um porre! Um saco! E se for um "publico" que não sabe nem o que esta fazendo naquele lugar é pior ainda (não tem explicação).
Mas, vamos lá...
Na quarta-feira eu já estava ansiosa para que a semana acabasse e o feriadão começasse logo. Ontem, na sexta, estava bem feliz, mas vi o que realmente me esperava.
Tempo de serviço esgotado, hora de vir embora e meu suplicio começava: as ruas LOTADAS de carros (todos na direção da Região dos Lagos), poucos onibus (Sair de carro nesse dia não é aconselhável, a não ser que va viajar direto do trabalho), sol escaldante e muitos blocos na rua.
Esse é o Carnaval do Rio.
Tem um tempinho que o pessoal aqui tenta fazer renascer o carnaval de rua na cidade e todas as tentativas têm dado certo.
Mas se vc é como eu e não é amante da "coisa", tá lascado.
Depois de mais de 35 minutos esperando um onibus surreal e super quente apareceu para me livrar de todo meu desespero (pessoas bebadas nas ruas, fazendo merda, que acham que vc compartilha de toda aquela felicidade tb: é Carnaval, vamos beber!).
Mas qual não foi a minha surpresa quando todo o caminho foi mudado por causa de alguns blocos que já estavam na rua.
De onde saiu tanta gente naquele horário? Horário de expediente.
***************************************
Como fazer para não se estressar:

* Como não tem jeito e eu só vou sair da cidade no domingo mesmo e negócio é relaxar.
 Se for sair, leve um bom livro, revista, jornal, game boy, baralho ou qualquer coisa que te distraia e faça esquecer que o transito esta uma merda.
Não tem jeito, tem bloco em todos os lugares.

* Se for sair de onibus, entregue a Deus! Tirando esses locais com muita movimentação e concentração de pessoas, a cidade esta vazia. Se for depender de transporte e não puder ir de metrô, se ta ferrado.
Dependendo do lugar pra onde se vai, a coisa ta complicada.
Mais espera que ele aparece.

* Sempre aparece um vizinho super animado te chamando pra ir curtir o bloco vai sair da esquina. Diz que ta indisposta, doente, inventa alguma desculpa. Não diz que não gosta de Carnaval porque senão te olham como se você tivesse sido abduzido, não fosse brasileiro etc. Esse tipo de comportamento e discurso te salva  de muita coisa, especialmente daquelas frases feitas "Quem não gosta de samba, bom sujeito..." Ah!

* No mais, espere em casa chegar seu horario de viajar e "ganha mundo".

Bom Carnaval a todos!

3 comentários:

Dany Braga disse...

oi!! não acredito...uma amiga que mora em Itacaré? que maravilha!!!! Vai com tudo, é o paraíso!!! beijos, Dany

Dany Braga disse...

hhahahah! O meu primeiro par de ota tb foi a branca da Xuxa!!! Eu tinha uns 11 ou 12 anos.....muito engraçado. Mas hoje eu tenho algumas...em cores variadas.Menos branca. Há! beijos, Dany

Dany Braga disse...

hhahahah! O meu primeiro par de ota tb foi a branca da Xuxa!!! Eu tinha uns 11 ou 12 anos.....muito engraçado. Mas hoje eu tenho algumas...em cores variadas.Menos branca. Há! beijos, Dany